Curiosidades Design Eventos Home Lançamentos Novo Jetta GLI Tecnologia

Performance Days tem modelos esportivos para estreia do Novo Jetta GLI

Encontro marca a tradição da Volkswagen em modelos esportivos no Brasil, trazendo a primeira experiência de pista com o Novo Jetta GLI

– A celebração ainda reuniu clássicos esportivos da VW, que marcaram gerações de entusiastas da montadora, além da atual linha esportiva, com Polo e Virtus GTS

– Os modelos ID.3 e ID.4 demonstraram que carros 100% elétricos também oferecem desempenho esportivo

Quase 70 anos de história no Brasil! E diversos modelos esportivos que marcaram gerações. A Volkswagen celebrou a tradição em esportividade, reunindo no Circuito Panamericano, em Elias Fausto (SP), convidados para a primeira experiência ao volante do Novo Jetta GLI, sedã esportivo referência no segmento.

“O Jetta GLI é atualmente o carro mais rápido da Volkswagen no Brasil. Com este lançamento, pretendemos dar continuidade à nossa vasta história e vocação envolvendo modelos esportivos. Apesar de ser um modelo que já está no mercado há bastante tempo, o Jetta continua a surpreender a todos a cada nova versão e atualização”.

Ciro Possobom, COO da Volkswagen do Brasil.

O melhor Jetta de todos os tempos chegou em maio com motor 350 TSI, agora gerando 231 cv e 35,7 kgfm de torque. A nova transmissão, automática de dupla embreagem DSG® de sete marchas (DQ381), trouxe um escalonamento ainda melhor das marchas, graças a sétima marcha, trabalhando em rotações menores em velocidades de cruzeiro. Com o novo powertrain, o sedã atinge os 100 km/h em apenas 6,7 segundos e alcança velocidade máxima de 249 km/h.

Andando na pista, o GLI soma a capacidade do motor com habilidades exclusivas. Além do conjunto inédito, o diferencial com controle eletrônico de escorregamento (eLSD) entra em ação entregando uma dirigibilidade mais precisa e com maior velocidade em curvas. O sistema, que funciona com uma embreagem multidisco no eixo dianteiro, distribui o torque entre as rodas, atuando no limite do escorregamento e permitindo uma melhora no comportamento dinâmico do carro.

Equipamentos de segmento premium

O uso em pista ainda permite trabalhar os diferentes modos de condução (Eco, Comfort, Sport e Individual), configurando itens como assistência da direção elétrica, conjunto mecânico, ACC e climatização, permitindo para quem está atrás do volante um maior controle do desempenho do GLI, principalmente na entrega de potência e no refinamento de dirigibilidade.

Atrelado ao sistema de direção progressiva de relação variável, o modo Sport, por exemplo, concede menor assistência no esterço do volante, aumentando o controle do Jetta no contorno de curvas e estabilidade em retas.

Já no modo Comfort, a assistência do volante aumenta, passando uma resistência menor ao motorista, facilitando em manobras na cidade ou numa baliza, além de maior conforto em viagens mais longas.

E o conforto não termina nos modos de condução. A nova cabine do GLI traz novos bancos em couro ventilados e aquecíveis, com ajuste elétrico para o motorista e três posições de memória. O Jetta também estreia o novo volante com botões touch, reforçando a versatilidade do sedã para uso no dia a dia.

Completando a experiência à bordo, a tecnologia é um show à parte! Novidade para 2022, o VW Play de 10,1” transforma a interação e conectividade com o carro, mantendo o controle de todas as funções, além da melhoria em conectividade com espelhamento de Apple Carplay® e Android Auto® sem fio. Há também um HD interno de 10 GB e opção de download de aplicativos nativos da VW Play Apps, além de modo vallet, entre outras funções.

O console ainda oferece o carregador por indução para smartphones e duas portas USB-C, permitindo uma transmissão de dados e carregamento de bateria do celular mais veloz que uma porta USB convencional.

Portfólio esportivo completo

O Novo Jetta GLI chegou para completar a linha de esportivos atuais da VW. Ao lado do sedã estão Polo e Virtus GTS, que marcaram o retorno da lendária sigla de esportivos da marca. Ambos estão equipados com motor 250 TSI (1.4-litro), Total Flex, que produz 150 cv de potência e 25 kgfm de torque.

Ambos os modelos entregam desempenho fora de série. O Polo GTS, por exemplo, completa o 0-100 km/h em 8,4 segundos e alcança a velocidade máxima de 207 km/h. São equipados também com novos bancos esportivos, rodas de 18 polegadas, os mesmos modos de condução que acompanham o GLI.

Rodando em testes no Brasil, os integrantes da família ID, modelos elétricos da VW, estiveram presentes representando o futuro da mobilidade. ID.3 e ID.4 puderam mostrar que, na prática, carros elétricos também podem ser esportivos.

Ambos, com baterias de 58 kWh e 77 kWh, respectivamente, entregam 204 cv de potência e 310 Nm de torque, este instantâneo desde a primeira acelerada. O ID.3 conclui o 0-100 km/h em 7,3 segundos e 8,5 segundos para o ID.4.

Garagem dos sonhos

A entrega de performance de modelos da VW não começou com a linha que vemos hoje. Desde os anos 60, a marca carrega em seu portfólio esportivos, como Karmann-Ghia e, nos anos 70, modelos como SP1, SP2, Super Fuscão, Passat TS, entre outros.

Durante o Performance Days, alguns dos modelos mais marcantes das últimas décadas estiveram presentes numa amostra do acervo de clássicos da marca.

O Passat GTS Pointer foi o representante mais antigo no evento. Um dos primeiros modelos a receber o motor AP-1800, gerando 99 cv e 14,9 kgfm de torque. Um clássico da esportividade da Volkswagen.

No evento, também estava o modelo que é considerado o sucessor espiritual do Jetta GLI, o Santana Executive. Com sua carroceria três volumes, o conjunto de bancos Recaro e motor AP-2000 de 125 cv e 19,5 kgfm do torque, garantiam o equilíbrio perfeito entre conforto e esportividade.

Pointer GTI, com sua carroceria hatch com caimento de cupê na traseira, trouxe o motor AP-2000, produzindo 115 cv; e o Gol GTI, um dos modelos mais icônicos da linha esportiva da VW, se tornou lenda entre os carros nacionais por ser o primeiro modelo a trazer injeção eletrônica de combustível, como modelo 1989.

Entrando nos anos 2000, O Golf GTI VR6 de quarta geração trouxe uma nova proposta para linha do hatch com motor de seis cilindros, 2.8-litros e câmbio manual, entregando 200 cv e 27 kgfm de torque. No acervo, está o exemplar número 1, de apenas 99 produzidos.

Concluindo os representantes do acervo, o Golf GTE encerra a amostra marcando uma transformação da VW, sendo o primeiro modelo híbrido plug-in da marca no Brasil. Baseado no Golf de sétima geração, conjunto une o motor 1.4 TSI com o motor elétrico, com potência combinada de 204 cv e 35,7 kgfm de torque. A mesma performance do Golf GTI, mas com grande economia de combustível. Um clássico esportivo da nova geração!

*Fonte: VW News

Gostou? Compartilha!

Agende seu test-drive aqui na Paraguaçu:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: